Em paz com o cartão de crédito: dicas para não se endividar

O cartão de crédito pode ser seu melhor parceiro ou o vilão das suas dívidas. E quem bota ordem nesse relacionamento é você!

Comprar aquele vestido lindo e pagá-lo em várias parcelas sem juros é uma das vantagens de ter um cartão de crédito. Mas o tiro pode sair pela culatra se você não souber como usar “esse brinquedinho”. “O problema está em acumular parcelamentos sem se dar conta de que a fatura vai chegar no próximo mês”, afirma Altemir Farinhas, especialista em finanças pessoais. É aí que você toma aquele susto! A recomendação do consultor? “O limite do cartão deve ser de até 50% do seu rendimento”, diz. E não tem chororô: ou você aprende a usá-lo ou tesoura nele! A seguir, veja as dicas para – de uma vez por todas – ter um casamento feliz com o seu cartão de crédito. É agora! A MELHOR DATA PARA: Compras: A fatura é calculada 5 a 10 dias antes da data de vencimento. “Exemplo: o vencimento é no dia 15. A fatura é encerrada no dia 10. Sendo assim, se você comprar no próprio dia 10, terá pela frente 35 dias para quitar a dívida”, diz Farinhas. Assim manterá total controle para a melhor data de compra. Ligue para a administradora do cartão para descobrir a data de fechamento da fatura. Vencimento: O ideal é que você pague a fatura no dia em que recebe o salário, para garantir o pagamento total. A boa opção é colocar a fatura em débito automático. POSSO TER MAIS DE UM CARTÃO DE CRÉDITO? Ter muitos cartões de crédito pode ser um problema se você perder o controle. “Se recebe o salário a cada 15 dias, pode trabalhar com dois cartões com datas de vencimentos e operadoras diferentes. Se uma falhar, tem a outra”, diz Farinhas. Mas lembre-se: cartão não é dinheiro a mais para você gastar e sim uma quantia emprestada (do banco) que terá que pagar na data combinada. PARCELAS SOB CONTROLE Uma das vantagens do cartão de crédito é que você pode parcelar suas compras. O problema é quando se esquece delas e vai acumulando dívidas para os próximos meses. “Parcele em menos vezes. Além disso, observe na fatura a informação sobre o total de compras a prazo e quanto da sua renda já está comprometido para o próximo mês”, diz o especialista. Atenção, amiga: você tem de se programar! PAGUE O VALOR TOTAL DA FATURA Nunca pague o valor mínimo da fatura! “Isso porque serão cobrados juros sobre o restante da dívida que fica para o próximo mês, que podem variar de 6 a 10%, mais as multas”, diz Farinhas. Ou seja, é dinheiro que você paga sem comprar nada! Somam-se a isso as novas compras e parcelas e o resultado: um pesadelo financeiro! Não vai conseguir pagar a fatura? O jeito é reduzir o prejuízo: “Negocie com a família e até vale usar alguns dias do cheque especial, que cobra juros menores”, afirma Farinhas. TEM VANTAGEM, SIM, SIM! Apesar de tantos cuidados, o cartão de crédito pode trazer vantagens. Ao fazer compras, você acumula pontos e pode trocá-los por produtos, ganhar descontos em lazer, como cinema e teatro, ou acumular milhas para viagens. Para tudo isso, é preciso cadastrar-se nos programas das operadoras de cartão de crédito. “O cartão pode ser muito vantajoso para quem sabe usá-lo”, diz Farinhas.
 Conteúdo VIVA!MAIS

Sobre Vereador Souza Santos