Vida confusa? Este truque de matemática pode lhe ajudar

Às vezes na vida você vai se sentir todo enrolado e confuso. Nada mais vai fazer sentido para você. Talvez você tenha tomado um caminho do qual se arrependeu mas agora parece tarde demais. O estrago está feito. As coisas que você mais quer que estejam bem, estão bem mal. As pessoas não lhe entendem. Nem você se entende. O que fazer?

Você lembra de suas aulas de matemática?

Era muito comum começarmos a resolver um problema, uma equação, ou até mesmo uma simples continha de somar, dividir ou multiplicar, e aí chegarmos a um ponto em que tudo ficava enrolado. Já não sabíamos o que era o quê. Começava a sair fumaça da cabeça e dava vontade de gritar e amaldiçoar o professor que nos passou aquela tarefa. Lembrou? Muito bem.

Qual era o conselho do professor nesses casos? “Volte atrás, até o ponto onde você tem certeza que está correto, e continue dali.”

Esse conselho também se aplica às equações e problemas da vida. Quando estamos enrolados e não sabemos mais o que é o quê, a melhor coisa é voltar atrás e retomar o caminho a partir de onde estávamos indo bem.

  • Como você agia quando seu casamento estava bom?
  • O que você fazia quando estava indo muito bem no trabalho ou na escola?
  • Quais os seus hábitos quando você estava forte espiritualmente?
  • Você estava bem como solteira antes de começar esse namoro que tem lhe trazido mais dor do que amor?
  • Qual era sua rotina alimentar e física quando tinha 10 quilos a menos?

Se você está mal agora, lembre-se de quando já esteve melhor. Volte lá. Lembre-se de quando as coisas estavam bem e identifique o ponto em que o trem descarrilhou. Retome aquelas atitudes anteriores ao desastre. Comece de novo.

Não se desespere nem amaldiçoe ninguém. Essa equação ainda pode ser resolvida e acabar bem. Assim como a matemática, a vida tem seus truques. Talvez seja hora de aprendê-los.

Fonte:  Renato Cardoso

Sobre Vereador Souza Santos